Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

my eyes, my lies

photography is not about truth

my eyes, my lies

photography is not about truth

a luz que só nós vemos

estrada

Apesar do que diziam, não se via como uma alucinada.

Antes uma mulher fascinada.

Até diria; com momentos de deslumbramento.

Mas estavam lá, não os inventava, que culpa tinha que os outros não os vissem? 

Mas que culpa tinha, se no final de cada estrada tortuosa, daquelas em que as pedras aguçadas se sentiam através da sola dos sapatos, o seu coração pressentia sempre felicidade, os seus olhos viam sempre a luz? 

E seguia! A estrada era a sua, e sua seria a luz que brilhava lá no fim.

 

uma estrada | 2016

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.